About your catastrophe

outubro 27, 2010

Chamaram-me egoísta
Surraram-me
E eu perfuro tua pele, arranho tua perna enquanto tentas dormir. Presente em casa momento, palavra ou olhar. Sou o Nada

E quem é você?

Chamam-te solitário
Cospem em teu rosto
E você se contorce, cai e levanta.  Se afoga na imensidão do oceano . Insano, procura uma saída próxima, uma porta ou janela que encha teu pulmão de ar. É o hoje

Nos encontramos em um lugar comum. Com pessoas comuns e um sorriso comum. Cantamos todas aquelas musicas comuns para aquela gente patética que não queria ouvir. Juntos fomos o tudo, e a noite foi a melodia que nos fez dançar.

Dançamos

Na nossa maneira desajeitada ,  voamos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: