sick sick sick of love.

novembro 23, 2010

Cansei da luta na batalha perdida. de sangrar no combate com um inimigo invisível.
Um gramado vazio
Me permito ser feliz por agora
Deixo que sonhe com algo que não é a maneira que seus labios se curvam enquanto pensas em algo quase inteligente para falar, ou como seu sorriso acompanha o formato dos seus olhos e o som do seu violão
Vi nisso um amanha tão cheio de vida que aterrorizou-me como uma história de fantasma contada depois da meia noite
O medo do desconhecido percorre meus poros com uma glória nova
Vou viver o amor depois,
depois que a chuva escorrer pelos meus dedos levando as poucas memorias quase congeladas.
O relógio continua a correr
As pessoas continuam a cantar
E eu continuo a esperar que pare de me arrancar lágrimas involuntárias e que a indiferença domine meu corpo obrigando-me a comprimentar e sorrir sem sentir dor.
Enquanto não mudo, vivo as mudanças do mundo.
É culpa do vento, que nunca para de soprar

Anúncios

Uma resposta to “sick sick sick of love.”

  1. Amanda Nunes Says:

    PARA DE ESCREVER COMO EU ME SINTO. É MUITA PERFEIÇÃO PRUM TEXTO SÓ. PARA DE SER PERFEITA GAROTA! AHAHHAHAHA saudades. o texto ficou realmente maravilhoso.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: