INSONE

janeiro 31, 2011

como um barulho repetindo no fundo da minha cabeça
me mantendo acordada. um eterno zunido
uma pagina em branco e algumas palavras ditas por outras pessoas
vamos embora, fazer algo novo.
cigarros e amigos, amores de uma noite
memorias cortadas e a realização da inconsequencia adolecente
as marcas na pele ficam mais fortes
aparentes
e depois se vão com o vento e a água da chuva.
Com meus olhos vendados para o  amanha posso ir longe demais.
estou semper aqui, acordada
braços ao redor do mundo, respiro o vento
não vou me deitar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: