Home

março 22, 2011

A ponte aérea é a mentira que vivo.
Passo dias cotando segundos para poder respirar.
Para estar viva em meio a confusão caótica,
Ninguém pode me tirar daqui.
Sinto falta de não estar em casa,
E a solidão é tudo que tenho.
Peço que me devolva a vontade,
O medo, a dor se foram e carregaram a alegria que tinha.
Acendendo cigarros e páginas vazias,
Mais um dia que amanheceu
Volto para a realidade superficial
E a indiferença é rabiscada pelo desespero de voltar a ser algo.
Quero ser um pedaço do todo, Te quero mais perto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: