Caos: o caminho para a liberdade

julho 21, 2011

Escuridão que aos poucos me toma de volta,
Nos braços frios do acaso me afogo.
Um texto simples, palavras no papel, um lugar pra me esconder.
As vezes queria apenas colocar a cabeça no travesseiro e dormir um pouco, arrancar da pele toda dor, duvida.
Quem sabe achar uma caverna só pra mim e meus medos, onde as lagrimas podem correr com a chuva nas paredes e o silencio me inunda em uma tranqüilidade caótica da própria alma.
Viver a poesia pura que é a solidão.
Acabar com as dores de cabeça, insônia, vícios.
Ser completa pela noite, respirar a escuridão.
Ignorar as 2 vidas misturadas em uma de mim,
Deixar o dia clarear aos poucos, meus domínios, meu eu.
Um pouco mais do pior que eu tenho em mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: