outubro 18, 2011

O domingo corre, alivio escorrendo pelos meus dedos.
Tu me proíbe de sentir o aperto enquanto estiver presa em seus braços,
Me escondo em teu peito, respirando o ar contaminado pelo seu cheiro.
Coloco as mãos em seus olhos,
Te impeço de ver a realidade,
Sussurro palavras que apenas você vai ouvir,
Me apoio em sua voz, cantando baixo uma canção qualquer,
Segura meu corpo contra o seu, quase forte demais
E nunca próximo suficiente.
Te quero sempre aqui, para em dias calmos afogar-me em teus olhos,
E me perder na tormenta, seu furacão.
Tu é meu alivio, leão selvagem ao meu redor,
Bagunça meus cabelos.
Deitar ao seu lado e ao acordar encontrar tuas coisas no chão,
Nossa melodia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: