dying!

janeiro 7, 2012

Ela sabe que a dor se vai com o sono,
É a única forma de abandonar essa vida.
Por isso se contorce em busca de conforto na cama
Alguma maneira, deus, de desligar esse corpo cansado.
E quem sabe com alguma sorte esquecer a infelicidade.
Mas a insônia nunca se vai, malditas madrugadas.
Ela está tentando sair,
Quem sabe não morre no meio do caminho?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: