Capítulo 20 – Fim

fevereiro 19, 2012

jerry nolan o passar dos dias esta sendo uma dureza pra mim. Fiquei muito solitário e sinto uma falta terrível de johnny. Não gosto da idéia de viver sem ele. Éramos muito parecidos. Eu não tinha que me repetir. Às vezes não precisávamos falar e sabíamos o que fazer. Ele nunca teve pai. Eu era como um pai pra ele, um irmão. (…)
Mas não consigo dormir, não consigo comer, estou tendo dores de cabeça de novo. Não estou passando os dias muito bem. Me sinto exausto. Mas não quero que as cosas vão pro brejo. Estou me forçando a me barbear.

cyrinda foxe:Me senti tão culpada pela morte de johnny thunders que fui ao hospital ver jerry nolan. Comecei a rezar aves marias quando o vi. (…) quando entrei naquele quarto de hospital vi um homem de cento e dez anos. Simplesmente não era o homem que eu tinha visto um mês antes. Ali estava uma pessoa pequena e emaciada. Rasparam a cabeça dele, ele estava deitado lá com um muco, gosma e aquelas coisas encrustadas por todo o rosto, e a cabeça dele balançando pra frente e pra trás. Ele tinha tubos,grandes tubos entrando pela boca e ficava mastigando-os constantemente tipo: “ngngngngngng” ficava mascando mascando e mascando os tubos, e os olhos dele percorriam todo o lugar, e a namorada dele me falou que ele não sabia que ainda estava vivo.
Fui lá e olhei pra ele, e os olhos dele olharam nos meus, e ele tinha consciência, tinha pensamentos passando pela cabeça. Ele me olhou e disse: “eu me lembro…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: