PAR

novembro 22, 2012

Arrastei a ponta dos dedos pelo colchão as 4 da manha,
Buscando um pedaço de ti que já não estava lá.
A madrugada se perde nos seus olhos quase verdes e eu já vivo a nossa distancia.
A estrada fica mais longa,
As noites mais frias e o peito apertado de não te ter.
Fecho os olhos e finjo que é ontem,
Segura na minha mão que eu já não tenho mais medo,
Par.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: